Cisne Branco russo será a aeronave mais avançada dos EUA

11/09/2017  —  By

Cisne Branco: um novo bombardeiro estratégico Tu-160M2 irá decolar em março de 2018, segundo informações da Força Aeroespacial da Rússia. De acordo com Vladimir Tuchkov, analista militar, o Tu-160M2 – o Cisne Banco –  é o equipamento mais avançado do que qualquer outra aeronave dos Estados Unidos. A eficácia de combate deste componente é duplamente superior à do seu antecessor.

O general Viktor Bondarev revelou em uma entrevista ao jornal oficial do Ministério da Defesa da Rússia,  Krasnaya Zvezda, que o primeiro Tu-160M2 irá levantar voo na primavera com a missão de realizar voos de teste. Posteriormente,  a Força Aeroespacial russa receberá quatro aeronaves deste porte por ano. Os 16 Tu-160 Bely Lebed (Cisne Branco) que já estão em serviço também passarão por um processo de modernização.

Vladimir Putin, presidente da Rússi, assinou recentemente um decreto para recomeçar a produção de bombardeiros supersônicos de geometria variável Tu-160 e a fabricação do PAK-DA, que é o bombardeiro estratégico russo de nova geração,capaz de substituir ao decorrer do tempo  os Tu-22M, Tu-95 e Tu-160.

“O Tu-160M2 supera todos os bombardeiros estratégicos do mundo em quase todas as características de combate, incluindo o B-2 Spirit norte-americano. Tudo nele será novo, inclusive o seu sistema de propulsão” , afirma  Vladimir Tuchkov analista militar e colaborador do jornal Svobodnaya Pressa. Contudo, de acordo com a  declaração do chefe da Força Aeroespacial da Rússia, o prazo para a entrega do Tu-160M2 aos militares foi drasticamente reduzido.

Leia também: Criatura misteriosa encontrada no mar choca os moradores das Filipinas

Os mísseis do Tu-160 podem voar a uma distância de até 5.500 km, passando longe do alcance de qualquer defesa aérea. Ainda em  março de 2016, antes mesmo de sua renovação ser anunciada,  Dave Majumdar,  colaborador da National Interest,  notou que a aeronave já superara os análogos norte-americanos devido a velocidade e aos mísseis de cruzeiro nucleares.

Os engenheiros envovidos no projeto do sistema eletrônico da aeronave desenvolveram uma arquitetura modular dos sistemas eletrônicos permite que um sistema assuma as funções de outro, se isso for preciso, ou seja,  se um dos sistemas não funcionar, outros tomarão a frente, aumentando a capacidade de sobrevivência do avião.

 

Além disso, o Tu-160M2 terá equipamentos modernos de estação de guerra eletrônica, o que eleva a capacidade de sobrevivência diante de mísseis antiaéreos.
Vladimir Tuchkov  ainda ressalta que o  benefício será  recorrente do fato de o Tu-160M2 e o PAK-DA serem desenvolvidos  lado a plado, pois desta forma, vão revelando aos poucos  as tecnologias mais avançadas que serão implantads no bombardeiro da feração seguinte.